Kolombolo Diá Piratininga

O Grêmio Recreativo de Resistência Cultural realiza rodas de samba, pesquisas, oficinas, produções de CDs e de shows, difundindo a cultura do samba de São Paulo.

placeSão Paulo, SP
  • 1

    VAGAS CRIADAS
  • 11

    VOLUNTÁRIOS ENGAJADOS

Sobre a ONG

O Grêmio Recreativo de Resistência Cultural Kolombolo diá Piratininga foi fundado em 15 de maio de 2002 com o objetivo de realizar desfiles de carnaval de rua e valorizar a tradição dos cordões carnavalescos. Hoje, realizamos apresentações musicais em formatos diversos, pesquisas, oficinas culturais, encontros de formaço, palestras, debates, produções de CDs e de vídeos com o objetivo de divulgar e valorizar o samba paulista.

As principais atividades:

a) PRAÇA DO SAMBA: evento mensal, todo último domingo (exceto nos meses de carnaval e de dezembro), apresenta clássicos do samba paulista, homenageando e recebendo personalidades com importante papel na história do samba paulista.

b) CAFEZAL PAULISTA - UM CAFÉ COM NHÔ JOÃO DE CAMARGO: toda segunda-feira, promovemos esta roda de samba informal em sua sede onde são apresentados sambas autorais e suas histórias, com direito a um café em intenção a Nhô João de Camargo, mentor espiritual e intelectual do Kolombolo diá Piratininga.

c) ALA DOS COMPOSITORES: realizado toda sexta-feira, na sede do Kolombolo, este encontro virou um ponto de encontro de antigos e novos compositores. O objetivo da Ala é estimular a prática constante da composição. Em forma de roda democrática, todos os compositores que aparecem, sejam estes novos, antigos, conhecidos ou desconhecidos, apresentam um samba de sua autoria com ou sem parceria. A Ala dos Compositores do Kolombolo é totalmente aberta – mesmo os visitantes que vão pela primeira estão convidados a participar.

d) BAILE DO VELUDO BLACK: ao longo do ano realizamos uma ou mais edições desta festa em homenagem aos antigos bailes promovidos pela e para a comunidade negra de São Paulo, como os do Aristocrata Clube, Chic Show, Circuit Power, Zimbabwe, Black Mad, Baile do 220 e as gafieiras do Paulistano da Glória.

e) DESFILE DO CORDÃO CARNAVALESCO: o Kolombolo já levou seu cordão carnavalesco para desfilar em ruas do centro de São Paulo (Carnaval de 2006 e 2007), mas desde 2008faz seu cortejo anual pelas ruas da Vila Madalena. O objetivo desses desfiles é homenagear o tradicional carnaval de rua paulistano, onde começaram a desfilar os primeiros cordões, como Camisa Verde e Branco e Vai-Vai que, mais tarde, deram origem às escolas de samba que conhecemos hoje. O samba-tema tocado durante o desfile é de autoria de 3 integrantes da Ala dos Compositores do Kolombolo, sorteados na Praça do Samba do mês de julho, e o desfile do CORDÃO acontece no sábado pré-carnaval.

f) RESSURREIÇÃO DO GALO: na segunda-feira de Carnaval, o Cordão Carnavalesco Kolombolo diá Piratininga sai mais uma vez nas ruas da maneira mais informal possível, sem som amplificado e com poucos instrumentos para embalar o público que puxa marchinhas de carnaval paulistas, como “Mamãe Eu Quero” e “Vila Esperança”.


Endereço

Rua Belmiro Braga - Pinheiros, São Paulo - SP, Brasil - 164

Voluntários

11 voluntários