Casa Chama - Atados | Plataforma de Voluntariado
São Paulo, SP

Casa Chama

A Casa Chama é um espaço coletivo de cuidados LGBTQIAP+ plural e fluida, que surgiu da necessidade de criar mais espaços de pesquisa, discussão e ação.

Sobre a ONG

QUEM SOMOS

A Casa Chama é uma organização civil que surgiu durante o “vira-voto” das eleições presidenciais de 2018 objetivando o fortalecimento de pessoas trans, fomos responsáveis, em 2019, por 344 ações - protagonizadas por essa população - segmentadas nas áreas de formação de rede, atendimentos de saúde, projetos culturais e assistências jurídicas, atingindo cerca de 4.000 pessoas diretamente.

Atualmente, cerca de 50 pessoas trans são assistidas de forma presencial pela organização. Em paralelo, cerca de 210 pessoas trans são acompanhadas remotamente: 90% delas residem na cidade de São Paulo, estando 85% em situação de profunda vulnerabilidade social. A Casa Chama pretende, neste momento de crise global, dar suporte para ao menos 260 pessoas e, para tal, precisamos do seu apoio!

A casa é um ambiente de convívio seguro que produz desde eventos culturais e grupos de estudo até projetos de cuidado e apoio jurídico.

Somos uma família aberta: nosso objetivo é crescer, criar mais suportes, compartilhar nossa infraestrutura para gerar autonomia por meio do afeto.

Na Casa Chama quem acolhe é acolhido, e quem é acolhido também acolhe.

Assim, vivenciamos empoderamentos, praticamos distribuição de recursos e fazemos reparação histórica. Sim, reparação histórica.

Aqui, antes de mais nada, o exercício entre todEs é reconhecer o seu lugar de fala e as potências de cada um a fim de descobrir como podemos compartilhar novas maneiras TRANSversais de estar no mundo.

POR QUÊ?

A partir da identificação da presença de um Estado omisso e repressor, surge a necessidade de um local de convivência para o desenvolvimento de uma pesquisa TRANSversal sobre classe, raça, gênero e sexualidade, transformando o espaço em um centro de referência que proporcione autonomia para essas corpAs transvestigêneres.

O QUE QUEREMOS

A Casa Chama tem como ponto de partida a busca do autoconhecimento entre nossos fundadores e colaboraboradores para alinhar valores e, assim, ampliar nossa rede de forma consciente. Em razão da nossa essência de organização política e coletiva, é mais importante do que nunca tratarmos do nosso alinhamento e da nossa consciência indivudual para fundamentar esse núcleo. Para isso, utilizamos a escuta como técnica e ferramenta.

A partir daí, queremos criar oportunidades para pessoas trans e ampliar nossa atuação na sociedade, especialmente na área cultural e também na área legal de apoio e segurança.

COMO ESTAMOS ATUANDO NESSE MOMENTO DE COVID-19?

Sabe-se que a população transvestigênere brasileira, composta por pessoas transgênero, transexuais e travestis, é extremamente vulnerável. Com o agravamento de uma pandemia como a gerada pelo COVID-19, a situação piora muito.

Como essas pessoas, já marginalizadas, irão se sustentar nos próximos meses?

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/fundo-de-emergencia-para-pessoas-trans-1-3