logo abrace dai

Participe da campanha #AbraceDaí e colabore com uma das populações mais vulneráveis em tempos de COVID-19, as pessoas em situação de refúgio. Veja diferentes iniciativas e maneiras de ajudar.

abraço culturalatados

Um abraço tem poder. De acolher, confortar, transformar e, às vezes, até curar. A disseminação do Covid-19 nos levou a viver um momento de distanciamento social, para cuidar da nossa saúde e do próximo. Medidas como o fechamento temporário de escolas, restaurantes e lojas, além de adiamento de feiras e eventos, impactaram significativamente pessoas que dependem dessas atividades para garantir sua renda, entre elas, àqueles em situação de refúgio.

Enquanto os abraços físicos estão limitados, o Abraço Cultural, ONG e escola de idiomas com professores refugiados e imigrantes, lança sua campanha “Abrace Daí”, uma forma de continuar abraçando as mais de 11 mil pessoas reconhecidas como refugiadas no Brasil (Conare, 2018) e os mais de 82 mil imigrantes de 132 países que recorreram ao governo brasileiro para tentar obter o direito de viver por aqui como refugiado (Ministério da Justiça, 2019).

A população em situação de refúgio já é um grupo vulnerável em condições normais. São pessoas que foram obrigadas a sair de seus países de origem para sobreviver e estão refazendo suas vidas em um novo local, se adaptando e reconstruindo a si mesmos, sua rede de apoio e seus trabalhos.

Por isso, reunimos aqui um ponto de apoio para compartilhar instituições que trabalham com tal população e suas respectivas iniciativas no momento atual e também os refugiados e refugiadas empreendedoras que estão adaptando seus negócios para vendas online.